quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Adeus meu querido mês de Fevereiro.




Além do frio, da chuva, e da neve queria-te agradecer também pelas frieiras que me deixas te como recordação, mas, contudo quero que saibas, que agora sim, já consigo enfiar os meus anéis nos meus ricos dedos!

Em relação aos meus pés, não te preocupes, tenho quase a certeza que aqueles «papos gigantes e roxos» não se vão sobressair no verão que vêm.

Se for como no ano passado,  apenas (deve de ter sido, deve)  o meu namorado é que reparou, e ainda me perguntava numa voz muito querida  "Amor o que é aquilo feio que tens nos dedos dos pés?".
(Ele é mesmo Maravilhoso. Não é?)

E pronto é com muitas saudades, que me despeço de ti, meu querido Mês de Fevereiro!

Até para o ano!

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Sem raciocínio, e agora?

Já há tanto tempo que cá não vinha, mas a verdade, é que desde que o ano começou, que as coisas não tem sido muito fáceis, logo no primeiro dia do ano, a morte de uma pessoa muito querida, depois a empresa onde estou a trabalhar esta a dar os seus últimos suspiros de vida, e para acabar em beleza estar doente, e o pior ainda não saber bem do que!

Tenho aguentado esta pressão toda sozinha, mas, infelizmente não resisti, e tive de recorrer ao meu médico de família.

Quando la cheguei, (com uma daquelas crises de ansiedade fortes) o médico mediu-me logo as minhas pulsações e como era de esperar estavam ao rubro 140bpm, queixava-me também de dores de cabeça, tonturas, (mal me conseguia por em pe), e má disposição.

Analisou-me e não ficou muito contente com o meu estado, receitou-me Concor 5mg (Para o coração, estou a tomar 1 por dia) e Victan 2mg (Ansiolítico, estou a tomar 1,5 por dia) e disse que me queria ver novamente daqui a 2 semanas para fazermos exames e mais exames. (Maravilha)

Assim fiz, comprei os medicamentos e comecei a tomar logo nesse dia, mas, como eu tenho um médico tão querido, não me alertou dos possíveis efeitos secundários que eu poderia ter. 

Pois bem, já há uma semana que não raciocínio correctamente, que falo e pedem para repetir uma segunda vez, visto eu não conseguir soletrar bem as palavras, ouço bocas de gozo dos meus queridos colegas “Karina estas Lerda”, e já cheguei ao cúmulo de estar a dormir em cima da minha secretaria e ser apanhada por um colega meu. A minha sorte é que o meu patrão não esta em Portugal, e esse meu colega, é um colega do coração! Ufaaaa

A sério meninas, logo após o segundo dia de toma eu já queria desistir deste tratamento, mas ninguém me deixava nem deixa.

A minha duvida é até quando estes sintomas? Já alguém passou pelo mesmo?
Já fui cuscar na internet e vi vários comentários de pessoas a falar sobre o Victan e a dizer que a eles nada lhe fizeram.

O que eu penso é que como eu também tomo o Concor (Para o coração) e este, têm os mesmos efeitos secundários do que o Victan, o meu corpo não esteja habituado a tantos medicamentos e tenha tido uma reacção ainda mais forte. Será?

Eu só sei, que já comprovei o que é estar de ressaca sem nunca ter apanhado a bebedeira! L0L

Beijinhos*