terça-feira, 22 de outubro de 2013

Ataque de pânico.

Detesto quando me acontece isto. Sempre que tenho algum problema, passado alguns dias esta a dar-me um ataque de pânico. É que não falha. Infelizmente!

As meninas que costumam cá vir, sabem que tive uma discussão um pouco forte com um colega de trabalho há umas semanas atrás.
Foi o que bastou para agora de manhã ter tido uma crise. É horrível, só quem passa por isso sabe o quanto é desagradável a sensação de desmaio, ficar a tremer como tudo, suores frios, uma volta a barriga horrível, respirar cada vez mais, e sentir que não levamos oxigénio suficiente. E o pior de tudo é aquela sensação que vamos cair para o lado e não temos ninguém ao pe de nos.

Agora estou aqui em modo zombie, depois de um Victan para acalmar. Ainda estou com sequelas. Este foi mais forte do que da última vez. Deixou-me completamente alterada.



(A imagem fala por si. É mesmo isso que me acontece)

Gostava tanto de me ir embora e deitar-me na cama, e recuperar. Mas não posso, o patrão vai hoje para fora, e tenho de ficar aqui.

Quem me dera poder acabar com isto. Mas infelizmente é uma das sequelas do trauma e do choque que tive quando o meu sobrinho faleceu. Desde então, nunca consegui recuperar.

E por aí, tem alguma menina que já tenha passado por isto? O que fazem numa situação destas?
Sugestões aceitam-se.

Um beijinho e um bom dia de trabalho. *.*

17 comentários:

  1. Ihh, isso é horrível, muita força **
    R: Obrigada. Acho que não tenho talento nenhum mas obrigada na mesma ahah ;)
    Bjinhos **

    ResponderExcluir
  2. Felizmente que nunca passei por isso, mas acredito que deva ser horrível :(. Já alguma vez foste a um psicólogo? Eu tenho uma colega de trabalho que tinha imensos problemas e, por consequência, ataques de pânico, e com as idas as psicólogo melhorou imenso.... alias, já praí há dois anos que não tem nenhum ataque de pânico :).

    ResponderExcluir
  3. Já passei por isso. É muito mau mesmo. Eu consegui superar isso através da meditação, o que me levou a interessar-me à filosofia budista. Para mim resultou. Só te posso aconselhar ires a uma consulta com um psicólogo, para falares dos teus piores receios, meditação, yoga, marcha rápida ou corrida no meio da natureza. A minha técnica foi aprender a descontrair em situações de pânico e assim conseguir dar a volta por cima. De qualquer das formas, desabafa com alguém de quem gostes muito, a tua irmão, por exemplo, e aprende a respirar e a controlar a tua respiração, a ouvir o teu corpo e a relaxar. Nada de mal te pode acontecer se aprenderes a ter controlo sobre ti própria :)
    Mas agora relaxa, já passou, e logo ao chegares a casa, toma um bom banho com água quentinha, bebe uma infusão de camomila com mel e faz muitas festinhas ao gatinho bebé, e vai ver que no dia seguinte vais acordar como nova. Pelo menos é o que te desejo :)
    Beijinho grande

    ResponderExcluir
  4. Nunca me aconteceu felizmente, mas deve ser horrível!
    Acho que devias procurar ajuda, e como sabes a origem do problema se calhar é mais fácil de tratar.
    Boa sorte querida!

    therainbowbyni.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  5. Acima de tudo, parece-me importante controlares a respiração. Força.

    ResponderExcluir
  6. MTC minha Querida, tens de tentar a acupuntura :) Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Respirar fundo, contar até 100, ouvir uma musica que inspire, ler frases de incentivo, positivas, ouvir passaros na natureza no youtube, ir perto do mar...
    pensar que tudo tem solução, menos a morte, como me diz o meu Pai

    são alguns dos meus truques ;)

    Sónia
    Taras e Manias

    ResponderExcluir
  8. Acho que só com o tempo.. Mas quando me sinto assim embora só me apeteça estar sozinha é pior.. Estar rodeada de pessoas e ir passear e assim acalma-me :)

    De onde és? Eu faço maquilhagens para casamentos :)

    ResponderExcluir
  9. Bolas... nunca passei por isso nem assisti a nunhum ataque de pânico mas do que tenho ouvido dizer é mesmo aflitivo.
    Espero que te consigas acalmar e recuperar... um bom dia para ti (dentro dos possíveis).

    ResponderExcluir
  10. Bem, mas que situação : S Eu por acaso não costumo ter esses tipos de ataques..eu quando algo mau me acontece e me toca profundamente, o que faço se tiver oportunidade para tal, é reservar-me num sitio onde possa estar á vontade(chorar) e possa reflectir se conseguir, tentando ver o outro lado, as soluções, de modo a ganhar forças para me levantar de novo.
    Espero que consigas ultrapassar..tenta recorrer a spas, ou a sitios que te acalmem um pouco e tenta relaxar, pode parecer dificil, mas tens de começar por algum lado não é? Força : )

    xoxo,
    Lovely Seventy One

    ResponderExcluir
  11. Bem que situação =S
    Não te consigo ajudar em nada mas espero que fiques melhor e que a hora de saída chegue rápido.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  12. Acontece-me com (muita) frequência. A ordem que dou a mim mesma é DISTRAI-TE!
    Ligo a tv ou apago, conforme o caso, abro um livro, vou fazer qualquer coisa para comer, saiu à rua, telefono a alguém... Qualquer coisa serve desde que comungue com a obrigatoriedade de mudar de pensamento, distrair, abstrair

    ResponderExcluir
  13. Espero que já estejas bem.
    Já procuraste ajuda médica para tentares ultrapassar isto? Se calhar era o melhor.
    Beijinho e muita força :)

    ResponderExcluir
  14. Olá querida, convido-te para participares no meu giveaway, tens a oportunidade de ganhar um vale de presente de 30$ para gastares na ROMWE!

    Participa: http://fashiongetsfierceblog.blogspot.pt/... vai haver 2 vencedores!

    ResponderExcluir
  15. Como andas interessada no tema, passei aqui só para te dizer que já coloquei no blog as minha lembranças de casamento ;) ***

    Sem Jeito Nenhum Blog

    ResponderExcluir
  16. Sei bem o que é isso, tenho ataques de pânico desde que me lembre se bem que agora já sei lidar melhor com isto e já sei o que resulta comigo para conseguir ultrapassá-las. Beijinhos e força*

    ResponderExcluir
  17. Sei o que isso é :) Foi-me diagnosticado há cinco anos um problema hormonal que levou, claro, a crises de ansiedade e pânico que vinham exactamente no meio do nada. Num segundo estava óptima, e no segundo a seguir tinha o mundo virado ao contrário com todos esses sintomas. A verdade é que é psicossomático. Aprendi a lidar com os sintomas e, ao longo dos anos, a controlar-me. Mas em SOS, tomo sempre um comprimido boom.

    Força :)

    ResponderExcluir