segunda-feira, 15 de junho de 2015

Socorro. Vou ser mãe…. de um gato!

Bom diaaaaa minhas meninas lindasssss, já há muito que não atualizava o meu espaço (sou uma desleixada!).

Pois parece que vou ser mãe de um gato/a (ainda não sei o sexo) e estou aqui cheia de medos, ok ok eu sei que sou exagerada, mas ter um animal de estimação implica responsabilidade, e espero estar a altura.

O gato/a é a coisa mais fofa alguma vez vista, tem dois meses de vida e estou completamente apaixonada. Daqui a uns dias vou busca-lo a família de acolhimento (o gatinho pertence a Associação Patinhas, uma associação que ajuda os animais abandonados) e virá para a nossa casa.

Em 10 pessoas 7 dizem que me vou arrepender, porque dão muito trabalho, e sujam muito. Sei que da trabalho, e despesas mas também dá muita alegria, e é uma companhia maravilhosa!
Meninas com gatos, quero uma opinião vossa. Quais os cuidados a ter em relação a eles? Dicas?

P.s: A associação irá dar as primeiras vacinas/desparasitação e castração de graça.

Beijinhos***

8 comentários:

  1. Se estás a pensar que te vais arrepender, então nesse caso é melhor não adoptar o gato. Se queres ter um animal em casa, tens de ter noção que ele come, bebe, larga pêlo, faz as suas necessidades e que vais ter de limpar a caixa dele várias vezes por semana, tens de mudar a água com frequência, por vezes vai ficar doente, o que significa que vais ter de gastar dinheiro no veterinário, e que vais ter de o desparasitar e de o vacinar com as vacinas normais. Quando fores de férias vais ter de o deixar com alguém de confiança ou encontrar um hotel que o trate bem. Se uma dia tiveres filhos e achas que bebés e gatos não são compatíveis, então não o adoptes. Um gato pode viver 20 anos, e durante esse tempo, ele vai depender de ti. Se achas que te vai dar trabalho, não adoptes. Se te colocas a pergunta se vai dar trabalho ou não, é porque se calhar não estás pronta para ter um animal em casa. Se achas que não és capaz e no futuro o vais abandonar, então nesse caso desiste da ideia. Se gostas mesmo de animais, queres partilhar momentos com ele, porque os animais também gostam de carinho, amor e beijinhos, gostam de companhia e também envelhecem e ficam doentes, e são dependentes de nós e se não te importas com isso, então força. Eu sempre tive animais desde pequena, e sim, eles dão algum trabalho, tal como dá uma criança ou uma pessoa idosa, mas as alegrias e bons momentos que nos proporcionam são maiores do que as desvantagens. Os meus animais sempre fizeram parte da família, vejo-os sempre como um bebé que precisa de mim. E os gatos dão muito menos trabalho do que um cão, só tem de ter comida, água limpa e caixinha das necessidades, e fica bem em casa o dia todo, mas ao final do dia, tens de lhe dedicar tempo, dar amor e carinho. Se tens isso para dar, então, acho que vais ser feliz com um gato em casa :)
    Mas pensa muito bem nisso. Ter um animal não é um capricho, é uma responsabilidade.
    Beijos
    https://instagram.com/annabelle_madeira/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca disse que achava que me ia arrepender! Aliás posso me ter expressado mal, e até ter dado essa ideia, mas NUNCA em momento algum tive dúvidas se deveria ou não. Não gosto é que quando digo que vou ter um gato toda a gente responda "vais te arrepender", daí ter colocado o pos t a pedir opiniões de quem ja tem gatos e ver pelo menos em vocês comentários bons! Estou super feliz e com medo ao mesmo tempo, porque quero estar a altura. Ja tive um gato que desapareceu, sofri horrores, e disse que nunca mais iria ter por causa da dor que sentimos quando ele desaparece. Obrigada pela opinião. Beijinhos

      Excluir
  2. Claro que vai dar trabalho, mas vale muito a pena :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. Ontem só me lembrava de ti, por causa da kika! ;) beijinhos

      Excluir
  3. O que é bom compensa o mal =) Com o tempo entendes tudo o que um gato precisa!

    ResponderExcluir
  4. Ora nem mais, já disseram o que tinha de ser dito.
    O meu namorado tinha um mas ele passava muito tempo sozinho (porque passamos os dias fora de casa) e acabámos por lhe arranjar uma companheira - depois de muito ponderar porque se um implica responsabilidade e despesas, dois representariam o dobro dos mesmos. Ainda a medo, adotámos uma gata também numa associação e ...digo-te: foi a melhor coisa que fizemos, dar-lhe companhia. É um gato diferente e são os dois muito engraçados, nossos companheirinhos e que apesar de nos darem chatices de vez em quando, nos enchem a casa e nos fazem rir.
    Boa sorte nesta nova aventura, há-de correr bem. Só precisas de uma coisa indispensável: amor para lhes dar.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Não te vais mesmo arrepender :) Aliás, assim espero porque é mesmo um compromisso tal como um filho. É excelente, é muito bom, diverte, faz companhia e dá muito amor e pouco tens que dar em troca comparado com que ele te poderá proporcionar. :)

    ResponderExcluir
  6. A minha maior consumição, nos últimos tempos, de ser mãe de um gato é mesmo o pêlo. CREEEEEEDO que o bicho anda a largar pêlo até mais não!!

    http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

    ResponderExcluir